Animais Domésticos Pegam o Novo Coronavírus? Saiba o que diz a Ciência.

Será que animais domésticos pegam o novo coronavírus? Essa é uma pergunta recorrente nos consultórios veterinários.

Também pudera, afinal, desde março estamos enfrentando a batalha de conviver com este vírus que mudou por completo não apenas a nossa rotina, como também a dos animais.

E passando mais tempo em casa é óbvio que queremos mantê-los protegidos, não é mesmo?

Entretanto, durante esses meses muito se ouviu falar de casos no exterior em que animais domésticos haviam contraído o vírus. Porém, será que realmente isso é possível?

Leia este artigo até o final e descubra o que a ciência já descobriu sobre o assunto.

Animais Domésticos Pegam o Novo Coronavírus? Entenda o que Dizem as Pesquisas.

 

Um grupo de pesquisadores do Instituto de Pesquisa Veterinária Harbin localizado na China fez uma experiência com cães e gatos. Foram aplicadas amostras do vírus em cinco gatos e em cinco cachorros.

Como resultado, foi identificado que os gatos expostos ao vírus além de não manifestarem sintomas da doença ainda apresentaram anticorpos.

Além disso, dos gatos saudáveis, apenas um foi infectado, a pesquisadora Saif declara que: “Isso sugere que o vírus pode não ser altamente transmissível em gatos”. Assim como não se sabe se a infecção veio da aproximação entre eles ou do contato com as fezes e urina dos animais infectados.

Todavia, o estudo afirma que, independentemente de como a infecção se causou, o contágio maior continua sendo exclusivo humano x humano. E que na hipótese do humano ser infectado deve-se ficar isolado.

Recomenda-se evitar beijar ou brincar com o animal, pois do contrário ele pode absorver o vírus e transportá-lo a outro humano, assim como um copo, um talher ou qualquer outro objeto contaminado.

Já os cachorros foram encontrados RNA virais em suas fezes, entretanto, sem possibilidade de infecção.

Os Gatos Podem Auxiliar na Produção de Vacinas.

E as pesquisas não param por aí. Da mesma forma que os estudos em humanos continuam a todo vapor, o mesmo acontece para saber se animais domésticos pegam o novo coronavírus.

Conforme vimos anteriormente foi descoberto que, mesmo em menor número, os gatos podem infectar outros gatos, enquanto que com os cachorros isso já não acontece. Porém, ambos não desenvolvem os sintomas da doença.

A partir disso, novos testes foram feitos e os pesquisadores da Escola de Medicina Veterinária da Universidade Estadual do Colorado descobriram que os anticorpos dos gatos infectados os protege de uma reinfecção colaborando assim, para a imunização de humanos e animais.

De acordo com os pesquisadores: “Os gatos desenvolvem anticorpos neutralizantes significativos e são resistentes à reinfecção, embora a duração da imunidade neles não seja conhecida atualmente.

Isso pode ser um modelo útil para testes de vacinas subsequentes, tanto para vacinas candidatas humanas quanto para animais”

Novos testes precisam ser feitos para que as conclusões sejam exatas, entretanto, já é possível garantir que não há infecção entre animais domésticos e humanos.

É Mito que uma Família Espanhola Tenha Contraído o Novo Coronavírus de um Gato.

Recentemente, em Barcelona, o Centro de Pesquisa em Saúde Animal de Barcelona recebeu um gato cujo dono havia sido infectado pelo vírus e morrido tempos depois.

O animal foi levado com sintomas graves de falta de ar. Contudo, os pesquisadores fizeram testes antes e após a eutanásia do felino e foi comprovado que ele não era portador do vírus. Mas sim de cardiomiopatia hipertrófica, dificuldade no bombeamento de sangue para o coração levando a falta de ar e batimentos descontrolados.

Joaquim Ségales, líder da pesquisa, afirma: “Não se encontrou nenhuma evidência de pneumonia viral, e nenhum Sars-CoV-2 foi detectado no pulmão”, além disso foi observado que em nenhum outro órgão do animal havia sinais de infecção.

No artigo de hoje percebemos que as pesquisas contra o novo coronavírus estão cada vez mais avançadas, tanto em humanos quanto em animais.

E que os estudos sobre os animais domésticos pegarem o novo coronavírus são unânimes sobre a possibilidade de infecção. Os gatos se mostraram capazes de contraírem o vírus, entretanto, além de não apresentarem os sintomas é improvável a contaminação gato x humano.

Além disso, vimos que eles são fortes candidatos à imunização e ao auxílio para criação de vacinas.

Nós da Lilicão Pet Store além de manter seu melhor amigo em boas mãos com profissionais experientes e capacitados, queremos que você fique bem informado através de fontes confiáveis e ao lado da ciência.

Gostou deste artigo?

Então não deixe de nos visitar, assim como curtir, comentar e compartilhar com seus amigos e familiares