Descubra Como Saber se o seu Cachorro está com Febre

Você foi brincar com seu cachorro e percebeu que ele está quieto, a comida colocada há algumas horas continua no pote e notou alguns tremores? Saiba que seu cachorro pode estar com febre.

Assim como nos humanos, a febre é um mecanismo de defesa do organismo para dizer que algo não está legal com o seu cachorro. É o corpo dele se protegendo contra o ataque de algum vírus ou bactéria.

A temperatura ideal do pet é entre 37°C e 39°C. A partir disso é importante redobrar a atenção para evitar problemas maiores, por exemplo, convulsões.

Fique com a gente até o final, porque neste artigo iremos te dizer:

  • Como identificar se seu cachorro está com febre
  • Quais as principais causas e,
  • Como fazer os primeiros cuidados.

Como identificar se meu cachorro está com febre?

A apatia é um dos primeiros sinais de que seu amiguinho está com algum problema. Quando perceber que ele está mais quieto do que de costume, toque no focinho para sentir a temperatura, geralmente, ele tende a ser gelado. Porém, se perceber que está quente pode ser um sinal, contudo, há outros sintomas.

  • Tremores
  • Sono e sede em excesso
  • Tosse
  • Diarreia
  • Vômitos

Além dos sintomas é importante também medir a temperatura com um termômetro específico que pode ser via ânus ou ouvido. Entretanto, é fundamental que você não esteja sozinho para realizar este procedimento. 

Contudo, se sentir mais seguro procure um veterinário para que ele realize o procedimento.

Principais causas

Conforme dito anteriormente, a febre é um mecanismo de defesa, porém é importante identificar quais as causas:

  • Parasitas

O Toxocara Canis é um parasita que vive no intestino do animal quando ele ingere um alimento contaminado. Além da febre, falta de apetite e perda de peso, se não tratado de forma rápida pode levar o cachorro à morte.

  • Infecção Bacteriana

A Brucelose Canis é uma infecção causada por meio da relação sexual entre um cão infectado e um saudável, ocasionando problemas reprodutivos, aborto e inflamação no testículo.

  • Intoxicação Alimentar

Cachorros têm mais riscos de sofrer intoxicação alimentar, pois não são tão exigentes quanto os gatos, por isso, é extremamente importante se manter atento e deixar alimentos como:

  • Chocolates
  • Carambola
  • Cebolas e alho longe do seu pet.
  • Cinomose

O vírus da cinomose é um vírus que, se não cuidado, pode matar ou deixar graves sequelas neurológicas no animal.

Como fazer os primeiros cuidados?

Após se certificar que seu cachorro está com febre é indispensável levá-lo ao veterinário. Porém, existem formas naturais e seguras de proteger seu amiguinho enquanto não o levam para a consulta.

  • Hidratação

Mantenha seu cachorro hidratado! Caso ele se recuse a beber água de forma voluntária, coloque-a numa seringa e dê aos poucos.

  • Mantenha seu pet fresco.

Molhe um pano e passe nas orelhas e embaixo das patinhas.

  • Gelo

Envolva pedras de gelo em um pano e coloque na cabeça do seu cachorro.

E não se esqueça: Nunca! Dê ao seu animal remédios sem prescrição veterinária.

Neste artigo descobrimos quais os motivos que fazem seu cachorro ter febre.

Descobrimos que os sintomas podem variar entre tosse até desidratação, e também, que infecções por bactérias, vermes e vírus são as principais causas. E que ações simples, como, um banho frio pode ajudar a abaixar a febre do seu amiguinho.

Além disso, é extremamente importante levar o cachorro ao veterinário quando perceber tais sintomas.

Se seu cachorro estiver com febre, lembre-se que nós da Lilicão Pet Store contamos com uma equipe experiente e capacitada para lidar com esses e outros males que prejudicam seu pet. Com um atendimento 24 horas, ele terá acesso a laboratórios, farmácia, internação e cirurgias.

Gostou deste artigo?

Então não deixe de nos visitar, assim como curtir, comentar e compartilhar com seus amigos e familiares.


Observação para postagem no blog: colocar link interno sobre intoxicação alimentar